Mozart não aprova comemoração da torcida do CSA após o empate com o CSE

Foto: Divulgação

O técnico Mozart não gostou da atuação do CSA no empate sem gols com o CSE, nesta quinta-feira, nem tampouco da comemoração do torcedor após a partida no Rei Pelé. Os azulinos vibraram porque o resultado tirou o rival CRB do G-4, precisando vencer na última rodada para chegar à semifinal do Campeonato Alagoano.

A palavra é insatisfeito. Com todo respeito ao CSE, nós somos o primeiro colocado no Alagoano, o segundo na Copa do Nordeste, num grupo bem difícil, que tem Fortaleza, o Sport, passamos na Copa do Brasil contra um dos melhores adversário da primeira fase, atual campeão baiano, e eu não posso ficar satisfeito com o nosso desempenho e com o nosso resultado.

”Eu entendo que a torcida tem a questão da paixão, que é prejudicar o CRB, mas eu não posso ficar satisfeito, e o clube não pode ficar satisfeito. Nós temos que olhar pra frente. Nós temos que almejar chegar no lugar que o Ceará está hoje, que o Fortaleza está hoje, porque temos potencial para chegar nesse lugar. Ficar satisfeito com o empate pra prejudicar o vizinho do lado, eu particularmente não entendo. Fico incomodado e muito insatisfeito, porque a minha equipe tem capacidade pra fazer muito mais.”