Concurso da Saúde vai empregar profissionais no Hospital da Criança

Foto: Assessoria

O secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, afirmou que parte da contratação de profissionais para trabalhar no Hospital da Criança, que está sendo construído em Maceió, será feita através da nomeação de concurso público. A fala foi dita durante inspeção às obras do hospital, realizada na manhã desta terça-feira (8).

“Deveremos empregar aqui cerca de 700 profissionais, alguns deles serão trazidos da Clínica Daisy Brêda e outros serão alocados aqui a partir da nomeação no concurso público. É importante ressaltar que, após 18 anos, a Secretaria Estadual de Saúde realizou um concurso público”, recordou Ayres.

Ele e o governador Renan Filho visitaram as obras do Hospital da Criança, que está sendo construído na Avenida Juca Sampaio (Ladeirão do Óleo), ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jacintinho, em Maceió. No Dia Internacional da Mulher, o chefe do Executivo aproveitou para prestar uma homenagem as alagoanas. 

“A gente faz essa visita ao Hospital da Criança para comemorar o Dia Internacional das Mulheres. Elas que têm papel tão importante na sociedade, mas que, infelizmente, ainda hoje, precisam reafirmar os seus direitos e exigir respeito. No Dia Internacional da Mulher, a palavra fundamental é respeito e igualdade de gênero”, declarou Renan Filho à imprensa.

O Hospital da Criança vai contar com 64 leitos, sendo 54 clínicos e 10 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátricas, além de duas salas de cirurgia e área para o atendimento às vítimas de violência sexual. Segundo Renan Filho, a previsão é que o equipamento seja entregue no próximo dia 21.

“Estamos correndo aqui, terminando os últimos detalhes, para a gente botar de pé esse equipamento que é fundamental para estruturação da saúde pública alagoana. Esse será o sexto hospital que entregaremos. É muita coisa”, considerou o governador.

A estrutura vai dispor, ainda, de um centro de diagnóstico por imagem, com ultrassonografia, ecocardiografia, exames de raios-X, laboratório de análises clínicas, agência transfusional e sala de reposição enzimática; serviço de nutrição e dietética e um lactário. O Hospital da Criança disponibilizará atendimento eletivo, realizado por meio de agendamento, através da Central de Regulação.
es.

Estão sendo investidos cerca de R$ 16 milhões na construção do Hospital da Criança, recursos próprios do Governo do Estado. As obras geram 230 empregos e estão sendo executadas numa área de 4.261,29 m², ao lado da UPA Dr. Ismar Gatto, no bairro do Jacintinho, também erguida pelo Estado.

“Esse hospital custou, aproximadamente, R$ 16 milhões, em obras. Vamos investir mais uns R$ 8 milhões para equipá-lo e compramos esse terreno que foi R$ 3 milhões. Tudo com 100% de recursos próprios do Estado de Alagoas. E vai custar pra manter algo em torno de R$ 2 milhões por mês. Vamos investir, então, uns R$ 24 milhões por ano nessa nova estruturação da saúde pública alagoana. Vamos criar, ainda, uma sinergia do Hospital da Criança com a Clínica Daisy Brêda, a fim de reduzir custos e otimizar o trabalho da saúde pública alagoana”, explicou Renan Filho.