AL: Policiais civis anunciam paralisação das atividades até sexta (11)

Foto: Assessoria

Em assembleia geral realizada nesta segunda-feira, 07, os policiais civis decidiram pela paralisação por tempo determinado, começando hoje e encerrando na sexta-feira (11). A categoria aprovou também a realização de atos públicos em frente ao Palácio do Governo.

De acordo com a assessoria de Comunicação do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol ) os policiais civis aguardam desde dezembro passado pelo envio dos projetos de leis do reajuste salarial e da verba de vestimenta, conforme acordado com o governador.

Foto: Assessoria PC/AL

O presidente do Sindicato, Ricardo Nazário, disse que a categoria está insatisfeita com o descumprimento do acordo por parte do governo Renan Filho que deveria ter implementado o reajuste salarial em janeiro deste ano. Sem o envio dos projetos de leis, os policiais deflagraram paralisação por tempo determinado até sexta-feira (11). Ao mesmo tempo, a categoria fará ato público a partir desta terça-feira (08) até sexta-feira, na porta do Palácio do Governo, a partir das 8 horas.

Na paralisação, os policiais poderão fazer:

Com a deflagração da paralisação, os policiais civis somente poderão fazer os flagrantes, Boletim de Ocorrência de Serviço de Verificação de Óbito (SVO), BO de estupro, local de crime, audiência de custódia e a garantia das prerrogativas dos advogados.

Nazário afirmou que assim que o governador Renan Filho enviar os projetos de leis a paralisação e os atos públicos serão suspensos.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) e por meio de nota informou que o projeto para reajuste salarial e para verba de vestimenta da Polícia Civil será encaminhado à Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE) nos próximos dias, juntamente com projeto de reajuste geral dos servidores estaduais.