CRB chega à 4ª eliminação na primeira fase da Copa do Brasil neste século

Foto: Breno Roberto

Vexame. Essa é a palavra para definir a eliminação do CRB na Copa do Brasil para a Portuguesa-RJ, pela primeira fase da competição na noite dessa quarta-feira (3).

O início de temporada do Galo vem sendo complicado. O time ainda não convenceu e poucos jogadores se salvam das críticas da torcida, casos de Anselmo Ramon e Marcinho. Eliminações precoces na competição não são tão raras assim para o Regatas.

A eliminação de ontem foi a 4ª neste século que aconteceu na primeira fase. As outras ocorreram em 2017, 2004 e 2003. Ao total, foram 13 participações na competição desde 2003.

Em 2003 e 2004, a Copa do Brasil era diferente, com outro regulamento. Times que jogavam a Libertadores não jogavam a competição, e ela era mais curta, normalmente terminando entre junho e julho. Em 2003, o adversário da vez foi o Atlético-MG, que venceu a ida por 1 a 0 e a volta por 4 a 0. Já em 2004, foi contra o Flamengo. 4 a 4 na ida e derrota por 3 a 1 na volta.Em 2013, a Copa do Brasil sofre uma mudança significativa, aceitando os clubes que disputam a Libertadores e alongando-a até o fim do ano. Além disso, a CBF passa a pagar gordas premiações aos clubes. A partir deste ano, o CRB disputou todas as edições. O clube só foi eliminado na primeira fase novamente em 2017, quando perdeu por 2 a 0 para o Altos-PI.

A partir de 2018, o Galo passa a fazer boas campanhas, chegando, no mínimo, à terceira fase. Em 2021, vem a melhor campanha de sua história, chegando às oitavas de final após eliminar o Palmeiras, campeão da Libertadores e da Copa do Brasil no ano anterior.

No sábado (5), o Galo volta a campo para enfrentar o Sampaio Corrêa, às 16h, no Rei Pelé, pela Copa do Nordeste.