Alfredo Gaspar cobrou nomes dos mandantes do assassinato de Kléber Malaquias

A revelação dos nomes dos autores intelectuais do assassinato do empresário Kléber Malaquias pode provocar uma reviravolta no cenário previsto para as eleições deste ano. A confirmação por parte da Polícia de que foi um crime de mando, e levando em consideração o envolvimento da vítima em denúncias contra políticos locais, se desperta a possibilidade da participação de figuras públicas na trama.

Foto: Kléber Malaquias / Divulgação TV Globo

O secretário de Segurança Pública de Alagoas, Alfredo Gaspar, revelou, em recente entrevista , que tem cobrado dos delegados que estão à frente do caso a divulgação dos nomes ou do nome do mandante do crime de mando, “independente de quem seja”. Ele revelou que os investigadores estão apenas aguardando o cruzamento de dados de uma empresa de tecnologia.

Gaspar relembrou que, enquanto membro do Ministério Público Estadual (MP), tinha aproximação com Kléber Malaquias, e que ele fornecia informações importantes. Mas que perdeu contato após deixar o cargo.

“Enquanto eu era do Gecoc, pedi proteção de vida para ele. Ele era uma pessoa que dia sim, dia não, me procurava para discutir as questões que afligia ele, principalmente, em Rio Largo. Colaborou muito em algumas investigações. Portanto, me aproximei do Kléber por conta dessa convivência diária. Depois que eu sai do hoje Gaeco, algumas circunstâncias ocorreram e o Kléber deixou de ter essa segurança diária. Até porque não tinha como manter isso de forma indefinida”, revelou.

Com informações Blog do Berg Morais/ 7segundos