Marighella é o filme brasileiro mais visto desde o início da pandemia

O primeiro longa-metragem de Wagner Moura como diretor, Marighella está bombando nas salas de cinema espalhadas pelo Brasil. Lançado na na última quinta-feira (4/11), o filme já foi assistido por mais de 100 mil pessoas nas 300 salas em que é exibido.

Essa marca colocou a produção no topo da lista das películas brasileiras mais vistas desde o início da pandemia, em março de 2020. O filme chegou ao país verde e amarelo após passar por festivais em Berlim, Seattle, Hong Kong, Sydney, Santiago, Havana, Istambul, Atenas, Estocolmo, Cairo, entre cerca de 30 exibições em países dos cinco continentes.

O dia 4 de novembro não foi escolhido à toa para a data de lançamento do filme. Foi nesse dia, há 52 anos atrás, em 1969, que Carlos Marighella foi assassinado pela ditadura militar brasileira.

“Marighella traz no elenco Seu Jorge, no papel-título, Bruno Gagliasso, Luiz Carlos Vasconcellos, Herson Capri, Humberto Carrão, Adriana Esteves, Bella Camero, Maria Marighella, Ana Paula Bouzas, Carla Ribas, Jorge Paz, entre outros.

Em Marighella, o inimigo número 1 da Ditadura Militar tenta articular uma frente de resistência enquanto denuncia o horror da tortura e a infâmia da censura instalados por um regime opressor. Em uma experiência radical de combate, ele o faz em nome de um povo cujo apoio à sua causa é incerto — enquanto procura cumprir a promessa de reencontrar o filho, de quem por anos se manteve distante, como forma de protegê-lo.

Com informações Metrópoles

Veja também:

Comentários

Colabore com esse conteúdo deixando a sua opinião ou comentário. É muito gratificante para o produtor de conteúdo ter sua interação.