Suspeito de assassinar Professor Acioli fez publicação nas redes sociais depois do crime

O suspeito de ter assassinado o professor universitário, José Acioli, parece ter feito uma publicação nas redes sociais da vítima para tentar despistar familiares e amigos, que tentavam contato com ele. O professor foi encontrado morto em seu apartamento, no bairro de Jaraguá, com marcas de tiros na nuca. 

Segundo informações de uma testemunha, um amigo jantou com o professor na noite anterior, juntamente com um rapaz que mantinha um relacionamento com Acioli, e quando ele foi embora esse rapaz ficou no apartamento. Algumas horas depois, familiares tentaram contato e não conseguiram. 

Na mensagem publicada nas redes sociais e também enviada pelo whatssap para algumas pessoas, o suspeito escreveu: Olá, boa tarde. A todo to avisando que caso de saúde eu tiveque hoje a Arapiraca socorre um grande amigo. Peso desculpas a todos cuando retornar avisarei a to. Meu telefone vai ficar sem rede mais cuando eu retornar avisarei. Obriga e boa tarde (Sic)”. 

Devido aos erros de português, os familiares suspeitaram de algo e foram até o aparamento. Quando conseguiram abrir a porta, encontraram o corpo dentro do quarto. A primeira suspeita é que o professor tenha sido vítima um crime de latrocínio – roubo seguido de morte – já que alguns pertences, incluindo o seu veículo, foram levados. 

A Polícia Civil ainda não divulgou nenhuma informação sobre o caso. 

Diversas entidades culturais e sociais de Alagoas prestaram homenagem ao professor por meio de nota. 

“O Conselho Estadual de Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais- CECD/LGBT-AL através do seu Presidente vem externar com bastante pesar que recebemos a notícia do falecimento do Professor Doutor José Acioli Filho ex-diretor do Museu Theo Brandão, onde o mesmo foi encontrado morto na noite desta quinta-feira (16), em sua residência, no bairro do Jaraguá, parte baixa de Maceió. Ele também lecionava na Universidade Federal de Alagoas (UFAL), pelo Instituto de Ciências Humanas, Comunicação e Arte (ICHCA). A vítima tinha especialização na área de teatro de animação. Deixamos nossos sentimentos aos parentes, amigos, colegas de trabalho e alunos do Professor Doutor José Acioli Filho nesse momento de perda e dor”. 

Focuarte

O Fórum Permanente de Cultura Popular e do Artesanato Alagoano lamenta a trágica morte do Professor José Acioli Filho, encontrado morto em sua residência no início da noite desta quinta-feira (16), em Maceió.

Nos solidarizamos aos familiares e amigos pela perda irreparável. A cultura do nosso Estado está de luto. Acioli era formado em Artes Plásticas, foi professor da UFAL, pesquisador, cenográfo, artista visual e bonequeiro.

Em respeito a memória deste grande baluarte nosso Fórum permanecerá de luto por três dias.

Com informações Cada Minuto